CONSTRUQUALITY Construtora e Incorporadora Ltda

Meu Primeiro Imóvel

A aquisição da casa própria e o desejo de muitos de sair do aluguel, parte primeiramente de um planejamento para tornar o sonho em realidade. Alguns dos problemas mais recorrentes e que podem acabar tornando o processo um verdadeiro pesadelo podem ser evitados seguindo alguns passos importantes.

  

PLANEJAMENTO FINANCEIRO

Se planejar é essencial para que o desejo concretizado. Dentro deste plano é de fundamental importância avaliar bem o imóvel de acordo com o seu valor, levando em conta a preço do m² na região.

Algumas dicas e orientações importantes devem ser consideradas, são elas:

• Utilizar o seu FGTS como entrada na compra do imóvel;

• Não comprometer um valor superior a 30% da renda com o valor das parcelas;

• Se atentar e estar ciente das despesas extras comuns aos financiamentos de imóveis, como:

- Imposto de transmissão de bens imóveis (ITBI), que representa 3% do valor do imóvel;

- e registro do imóvel, que equivale a 1% do valor do imóvel.

Mantendo-se alerta acerca destas observações, é quase nula a possibilidade de se ter complicações durante o processo.

 

MODELOS DE FINANCIAMENTO

Para quem busca o parcelamento de um imóvel, também é de suma importância saber quais as modalidades de financiamento e encontrar a que melhor se adéqua à sua necessidade.

Os modelos de financiamento mais utilizados são o SFH e o SFI.

O SFH – Sistema financeiro de habitação - é o mais comum, sendo o principal método utilizado, principalmente pelo público de menor poder aquisitivo. Os fundos do SFH vem principalmente das contas poupança e do FGTS, possibilitando que o financiamento possa chegar a 80% do valor do bem imóvel no caso do financiamento tradicional e 90% se for o processo de amortização constante, onde o valor das parcelas é decrescente.

O SFI – Sistema de financiamento imobiliário – é uma modalidade muito suscetível às mudanças da economia por se tratar de recursos originados da iniciativa privada. Por conta disso, é um processo menos burocrático, onde a possibilidade de negociação dos prazos, valores e taxas de juros.